CARTA PARA MEU AMADO JOE…

2018-09-21 o aniversário dele

Bem, meu amor há dezenove longos meses desde que você foi para CASA lá no céu.

Eu tenho sentido sua falta mais do que eu poderia imaginar, e em tantos momentos inesperados. Agora mesmo, ao escrever isso, está um pouco difícil ver com tantas lágrimas.

É loucura. Tantas pequenas coisas mudaram.

Eu não tenho um lar com você mais. Em vez disso, tenho quartos: dois no EUA, um no Brasil, e um que eu aguardo com expectativa no céu.

Eu ainda tenho dificuldade quando rolo para o meu lado direito na cama: você não está mais lá para me abraçar… e há aquelas ocasiões em que sinto sua presença no meu quarto. . . não é “nosso” quarto.

Algumas vezes eu fui acordada por você chamando meu nome. Coisas que eu não entendo – e as entrego a Deus.

Só agora estou começando a estabelecer em minha mente quais são minhas prioridades e objetivos. Não tem sido tão simples como você e eu pensamos que seria. Muitas mudanças que não prevemos. Talvez, agora, eu mude para um relacionamento mais calmo e confiante com o nosso Senhor.

Você sempre disse que tinha que ir para Casa primeiro. Você não queria andar com a dor de ficar para trás… mas, na realidade, nós dois estávamos esperando que o Senhor viesse antes que qualquer um fosse para Casa. : ) Você estava certo sobre ir para casa primeiro. Eu sou grata por você não estar passando por este momento de luto e aprendizado.

O que torna viável para eu lidar com isso é saber que você está verdadeiramente feliz, pela primeira vez na sua vida.

Uma alegria e felicidade que ninguém pode roubar de você.

Eu anseio pelo dia em que estarei em Casa também.

Até lá, meu amor, eu continuarei caminhando com uma mão na bengala, a outra na mão de Deus, olhando para Casa que está me esperando também.

Eu te amo.

Sua Voni.

 

 

UMA BRISA SILENCIOSA – E MAÇÃS…

Noite de quinta-feira, 30 de Agosto

São 22:30hs. A casa está silenciosa. Luzes ainda estão acesas em alguns dos quartos. Sheryl e Hermilio devem estar dormindo.
Eu estou sentada em uma cadeira reclinável com os pés para cima e o notebook no meu colo. Às vezes meus filhos me dizem que esta é a única posição em que eles me veem. Eu tenho que admitir que parece “natural” aqui.

Ao escrever todos os dias para deixar algo aqui no Facebook, às vezes me pergunto se o que estou escrevendo tem valor real em suas vidas. Esta noite é um desses momentos, mas eu vou escrever o seguinte porque está acontecendo comigo agora… Eu não entendo totalmente – talvez alguns de vocês que já tenham percorrido este caminho de luto antes de mim se identifiquem?

Nesta semana passada, estou tendo alguns momentos “estranhos” …. e eles estão vindo com mais frequência. É como uma brisa silenciosa soprando suavemente em minha mente. Acontece tão rápido que só posso senti-la – e a doce paz que a segue. A única coisa que eu posso pensar é – o Espírito de Deus está me tocando de novas maneiras e Ele está me mudando.

 

Uma ilustração maluca – eu amo comer maçãs, especialmente quando o ‘miolo’ é removido e a maçã cortada em 8 pedaços.
Mastigo-os devagar enquanto estou escrevendo, com um guardanapo na mão caso o suco chegue nos meus dedos.
Joe e eu fazíamos uma dança verbal todos os dias. Em algum momento em que eu estava escrevendo ou fazendo contabilidade ou estudando no meu computador, ele me dizia: “O que eu posso trazer para você?” Eu olhava para ele, sorria e dizia “Uma maçã?”
Ele resmungava. Eu dizia “Bom, você perguntou – não se preocupe, eu vou me arrumar uma depois.”
Ele respondia “não, você não vai!” enquanto se dirigia para nossa pequena cozinha.
Em poucos instantes, uma maçã fria e crocrante, cortada e esquartejada me foi dada em um pequeno prato junto com um guardanapo de papel.
Eu parava o que estava fazendo, nós nos abraçávamos. Então, ele voltava para a mesa e computador dele, geralmente com alguns pedaços da minha maçã e nós dois comíamos maçã e trabalhávamos.

Depois que Joe foi para o Senhor, eu praticamente parei de comer maçãs.
Hoje, 19 meses depois, estou começando a comer maçãs novamente. Só que agora, são maçãs que eu cortei do jeito que eu gosto… É uma loucura – toda vez que eu me preparo uma maçã, eu anseio por aquele homem! Porém, agora, ocasionalmente, enquanto estou comendo a maçã que preparei, uma doce brisa passa pela minha mente, e eu me vejo com um sorriso em vez de lágrimas. Por favor Senhor, que isso aconteça mais.

Para cada coisa, há uma estação. Salomão – Eclesiastes