VOCÊ SABIA…

Não – a foto não é do oceano em Natal

Nem os tetos e o céu do apartamento em Brasília

Nem a grama verde e as casas ao redor de um pequeno lago ao norte de Miami

Nem o quintal da casa da minha filha em Portland, Oregon.

Pelo contrário, é a vista da minha cadeira onde estou sentado e escrevendo

na casa de outra filha em Valdosta, na Geórgia.

Os oito meses em que estive em Brasília (capital do Brasil) foram loucos. Nada como planejado, mas Deus ainda estava envolvido. Quão grato sou por isso!

Aprendi mais sobre idade e dor e continuo aprendendo mais destes assuntos. Essas aulas me seguem, independentemente de onde eu esteja.

Estou trabalhando no aprendizado: como posso ensinar e compartilhar de forma eficaz usando a Internet? Eu fiz várias aulas ao vivo enquanto estava no Brasil. Agora eu preciso aprender como fazê-las daqui.

Também estou trabalhando para montar as coisas para seguir em frente em dois livros. Gostaria que eles terminassem em outubro – o backup da oração seria apreciado!

Fevereiro: eu estava em Brasília quando a pandemia ocorreu. Por causa da minha idade, eu estava presa no apartamento que, graças a Deus, tinha uma pequena varanda para que eu pudesse respirar ar fresco.

Meus seis filhos nos Estados Unidos começaram a pedir para que eu voltasse.

No final de maio, menos vôos entre o Brasil e os EUA. Estava na hora de voltar.

Deus abriu as portas, eu tinha quilometragem, então cheguei aos EUA no dia 2 de junho, passei alguns dias com o filho Jonathan Hall e a família em Miami, depois fui para Valdosta.

Durante essa fase das coisas, as mensagens enviadas no meu blog foram interrompidas por um período de tempo. Agora trabalhando para normalizar. Muitas coisas para colocar aqui.

QUANDO você receber isso, por favor, responda com um simples “recebido”. Isso vai me ajudar muito gostaria de saber se vocês estão bem.

E se você tiver alguma dúvida ou comentário sobre algo que gostaria de saber no futuro, deixe essas informações e eu responderei.

Deus abençoe!

‘Voni’