UMA HISTÓRIA QUE É A REALIDADE – PARTE 4 (CAOS)

Demônios se Manifestando – Deus está me Ensinando
Nova Friburgo, RJ

Meus anos morando no Brasil tem me ensinado muito e há mais para aprender.
Cal, eu e nossos três filhos mais novos estamos morando nesta cidade em algumas montanhas que se erguem nas alturas perto do Rio de Janeiro, Brasil.
É inverno e FRIO à noite.

(Só para você ter uma ideia, podemos ver nossa respiração quando nos levantamos; até que a madeira seja colocada na pequena lareira para tirar o frio da casa).

A pequena casa que estamos alugando tem três quartos e dois pequenos banheiros com chuveiros elétricos – quanto mais lentamente sai a água, mais quente ela é. Obviamente, se alguém deixa a água sair devagar demais, o chuveiro elétrico para de funcionar e tudo o que você obtém é ÁGUA FRIA. É uma tarefa delicada manter a água em uma temperatura agradável: o que significa que raramente se consegue.

Nossas duas filhas dormem juntas com cinco ou seis cobertores empilhados em cima delas, nosso filho dorme com roupas que aquecem e muitos cobertores. Cal e eu temos um cobertor elétrico com um cobertor pesado por cima dele e nós nos consideramos RICOS!

A maioria de vocês pensaria que éramos loucos ao agradecermos por essa casa, mas havia muitas risadas ali, com muitos jovens passando através dela.

O jantar era geralmente depois do anoitecer, com uma boa fogueira, para que a casa estivesse quente. Eu aprendi a fazer geleia de goiaba … que com pão francês fresco, café e leite quente e limonada fresca feita no liquidificador, 10 ou 12 jovens amontoados ao redor de uma pequena mesa … nós poderíamos comer MUITO.

Algumas semanas antes, quarto desses jovens chegaram e bateram à nossa porta para perguntar se estaríamos dispostos a ensinar-lhes lições da Bíblia. Nós sempre estaríamos!
Começamos – agora o grupo estava crescendo e logo aumentaria demais para reunirmos em nossa casa, mas ainda não chegamos lá…

À noite, depois que comemos, fomos para o prédio de uma das meninas para fazer um Estudo Bíblico na “sala social” do prédio dela. Havia 20 ou 25 lá … Foi um ótimo tempo. Antes de partir, todos formamos um círculo, de mãos dadas para podermos orar. A garota à minha direita que segurava a minha mão foi a que nos convidou para ir ali. Eu não a conhecia, mas descobri que o nome dela era Eleanor; então demos uns grandes sorrisos ao apertarmos as mãos.

Um dos meninos começou a oração – quando de repente – confusão! Aconteceu tão rápido que levei um minuto para entender o que estava acontecendo.

A garota que estava segurando minha mão foi jogada no chão e se contorcia e gritava. Todos os jovens estavam orando com força e pulando, tentando colocar as mãos na garota. O barulho e a confusão eram surpreendentes! Eu mal conseguia ouvir minha própria voz.

Lembro-me de me perguntar o que as pessoas no prédio estavam pensando sobre o barulho vindo do andar de baixo?
E eu pensei: “quando Jesus expulsou espíritos malignos, eu não penso que foi assim que Ele fez isso. “

Eu consegui entrar em meio das pessoas ali e tocar Eleanor. Comecei a orar com uma voz baixa, expulsando os espíritos dela. O nível de ruído diminuiu (aquela garota podia realmente gritar quando os demônios se manifestavam).

De alguma forma Cal fez com que esses jovens começassem a orar em silêncio e os últimos espíritos malignos saíram da moça. (Há perguntas específicas que pode perguntar para saber.)

Ajudei Eleanor se levantar, depois a abracei. Todos que estavam lá também vieram abraçá-la. Expliquei um pouco do que tinha acontecido com ela e ela me contou que estava frequentando reuniões espíritas. (Isso explicou tudo para mim).

Cal e eu oramos com ela mais uma vez antes de ela subir para o seu apartamento. Todo mundo foi para casa um pouco abalado, alguns não entendendo o que havia acontecido.

(Na noite seguinte, em nossa casinha, tínhamos muito o que ensinar, explicando com nossas Bíblias abertas, enquanto trabalhamos os acontecimentos da noite anterior e o porquê não podíamos mais retornar à área social do prédio.

Entretanto, antes de nos encontrarmos na noite seguinte. Deus me permitiu ter uma lição ainda mais clara que eu nunca esqueci.


-Voni-

Uma História que é a Realidade – Parte 3

Quando me levantei da cama de manhã, não tinha ideia que Deus iria fazer daquele um dia inesquecível.

Cal me deixou perto da escola Americana onde eu lecionava as 5ª e 6ª séries. A escola estava em uma antiga casa que tinha sido adaptada para lidar com aulas. Provavelmente não havia mais de 100 alunos para todas as séries. Gostei do ensino porque também aprendi.

Enquanto caminho em direção à escola, o calor do sol nas minhas costas e as manchas de sombra das árvores são maravilhosas. A calçada é larga, mas quebrada em alguns lugares; portanto, é preciso ter cuidado para observar onde você pisa.
Ando devagar porque estou discutindo com Deus enquanto tento entender.

Foi isso o que aconteceu:
Maria Vitória é uma jovem que eu amo. Ela era estudante de intercâmbio em Portland, Oregon, onde morávamos e estava constantemente em nossa casa, apesar de não sermos seus “pais” oficiais.

Sua verdadeira casa era em Belo Horizonte, onde agora morávamos, e passamos a amar seus pais e irmã mais velha. Muito do meu aprendizado sobre o Brasil foi em sua casa. A família era católica/ espírita e do ramo do espiritismo de Alan Kadec. Eles me faziam sentir bem-vinda sempre que eu ia lá, pois todos falavam inglês. A casa deles se tornou uma espécie de refúgio para mim – um lugar de “segurança”.
E conversava muito com eles sobre Deus e Cristo.

Há cerca de um mês antes, Maria Vitória sofreu uma queda desagradável na calçada, raspando gravemente as pernas e os joelhos. Ela fez várias consultas aos médicos, mas suas pernas se recusavam a sarar. Alguns dias antes, ela foi a uma reunião espiritualista e o médium curou suas pernas imediatamente. Ela ficou emocionada e contou a todas as amigas o que havia acontecido.

Eu estava pensando sobre isso enquanto andava… e chateada com Deus.
“Pai, o que está acontecendo?! Eu sei que Jesus curou pessoas quando andou aqui na terra, e li histórias em que as pessoas diziam que foram curadas hoje em dia. No entanto, fui ensinada que os dias de milagres e curas terminaram quando todos os apóstolos morreram.

Mas olha para isso! Maria Vitória foi curada por um médium espírita. Eu acredito nela. Sei que ela é sincera e não exagera, e não há possibilidade de entender mal o Inglês dela. Isso realmente aconteceu!

Como encaixo isso no que eu acreditava ser verdade?
Os médiuns espíritas tem mais poder do que o Senhor?
Não, eu sei que não é verdade. O Senhor é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo! O Senhor é Deus, Três em Um.
Todo poderoso. Onipotente. Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.
Não existe NINGUÉM OU COISA mais ponderosa que O Senhor”Eu estou quase em lágrimas. Eu não entendo!

A quietude vem calmamente quando um novo pensamento invade minha mente.
Não, satanás e seus demônios não tem força sobre Deus, mas se eles puderem plantar sementes de dúvida na minha mente, eles vencem.

“Eles não vão ganhar de mim.
Há apenas uma solução que eu posso ver.
Deus tem mais poder.
Portanto, Ele tem mais poder para curar que qualquer espírito.
Fui ensinada que milagres e espíritos malignos não existem hoje.
Esse ensino estava errado!
Deus tem TODO poder.

Satanás fez o homem quebrar as promessas que Deus lhe deu, o que fez com que Satanás se tornasse o senhor dessa terra em vez do homem.
Um homem – sem pecado – teve que morrer para restaurar aquele contrato.
Jesus fez exatamente isso!
Ele criou um novo contrato e me comprou, liquidando a dívida que Satanás criou.”
E uma parte de Deus, o Espirito Santo, entrou em mim para me ajudar e dando a força e o entendimento que eu preciso!

“Senhor Deus, estou recebendo um novo conceito sobre tudo.
Obrigado por seu Espírito Santo, que está me revelando isso!
Você terá que me ensinar como vencer batalhas espirituais.
Essa foi uma?”
Subo os degraus da escola, cumprimentando alunos e professores.
Ninguém sabe que meus conceitos de vida foram totalmente alterados pela minha conversa com Deus enquanto eu caminhava para a escola sob o sol.

Também não entendi o que isso significaria, nem como Ele continuaria a me ensinar até hoje, enquanto eu ouvia um querido irmão do Sri Lanka compartilhar o que ele aprendeu sobre a Guerra Espiritual.

Percebo que também tenho histórias de batalhas onde o mundo espiritual se espalhou pelo nosso mundo físico … que agora estou disposta a compartilhar. Está na hora, pois as batalhas se tornarão mais ferozes e precisamos saber como usar as armas que Deus nos dá.

– Voni-

Uma história verdadeira – Parte 2

IMG-20200804-WA0000

Minha vizinha de porta, Maria, e eu estamos na cozinha dela.

Ela está conversando comigo e agora está usando um tom de voz sério. Eu ainda devo ouvir atentamente para entender e minha mente vagou enquanto me perguntei: Maria, por que todos se chamam Maria, até alguns homens? O médico de um amigo se chama José Maria Santos. Por quê???

De repente, uma palavra veio: “médium” … em referência à pessoa que fala e ouve dos espíritos, transmitindo seus pedidos e ordens a você.
“Desculpa, eu não entendi”.

“Você precisa me ouvir com mais cuidado!” – Maria engasga.
“Estou falando que você PRECISA levar Joãozinho para um médium para que ele melhore!
Ele está doente há vários dias com uma febre e diarreia e isso é perigoso. Ele pode ficar desidratado sem você nem mesmo saber!”

Meu estômago revirou. Nossa criança de três anos precisa de um médico, não de um médium.
Maria continua: “Pense nisso. Sempre que um dos meus filhos adoece, eu os levo ao médium que conheço. Eu ficaria feliz em levar você e Joãozinho”.

Eu a agradeço profundamente.
Aprendi a fazer isso bem ao descobrir o quanto os brasileiros gostam de ajudar. Depois nos beijamos nas bochechas um do outro (bochecha esquerda primeiro, para não bater no nariz).

Volto para minha casa, falando com Deus enquanto eu vou.
“Senhor, me ajude! Por que Joãozinho está tão doente? Todas as crianças sabem beber do filtro, e não da torneira. Não é a cauda de jacaré que comemos há alguns dias – pelo menos acho que não! Eu sei que foi bem frito. O QUE está errado? “

Estou preocupada. Sem telefone para ligar por ajuda. Ando e oro, verifico Joãozinho e busco mais água para ele, então oro e ando.

Aproximadamente 45 minutos depois, alguém bate na nossa porta da frente. Ouço Cal responder, e depois vozes conversando. Eu desço as escadas. Paulo e Ana (um casal brasileiro que irão se casar em alguns meses e que falam em Inglês, irmã mais nova de Ana (sua irmã estava com eles como acompanhante – em 1967 qualquer casal tinha que ter acompanhante em um encontro), um outro homem, que também fala em Inglês. Estou emocionada por ter companhia e fui para cozinha para fazer um cafezinho.

Paulo me para.
“Voni e Cal, eu trouxe Dr.Fábio aqui para ver Joãozinho. Dr. Fábio é um obstetra. Alguém nos disse que o pequeno filho de vocês está doente, e Dr. Fábio quer vê-lo, antes de tudo. Depois vamos todos tomar aquele café”.

Eu quero saltar, louvando a Deus. Nesta manhã Maria me disse que eu precisava de um médium. Deus sabia que precisávamos de um médico, e Ele trouxe um para nós!

IMG-20200804-WA0001

O que aprendi? Estávamos usando um poço, então eu confiei na água. ERRADO.
Dr. Fábio tira uma amostra da água para os laboratórios, examina Joãozinho, dá remédios – depois nós adultos tomamos um delicioso cafezinho, juntamente com uma visita maravilhosa antes de nossos convidados saírem; e Dr. Fábio dando-me uma versão resumida das coisas que eu precisava fazer imediatamente.
Eu tive que começar a ferver toda a água por 30 minutos antes de usá-la. 24/7 Mesmo a água usada na escovação dos dentes.
Alguns dias depois, o relatório do laboratório afirmou que a água estava fortemente contaminada. Assim, o regime de ebulição da água continuou o tempo todo em que moramos lá… 😊

Esse dia sempre se destacará em minha memória como um momento de um luz brilhando.
Eu ainda me lembro do choque de Maria dizendo que eu deveria levar nosso filho a um médium.
O espiritismo estava impregnado em suas vidas. Lidar com os espíritos – eu pensava que os espíritos malignos existiam nos tempos bíblicos, mas não agora?

Eu tive muitas lições de Deus me mostrando que isso não é verdade. Por causa de Sua graça, as lições começaram gradualmente. Vou compartilhar algumas deles com você, pois quero que você esteja ciente do mundo espiritual que cerca você e eu. É tão real quanto meus ossos e minha carne.

Podemos negar que anjos, espíritos malignos e/ou milagres existem hoje, mas o que pensamos não muda a realidade.
Nas histórias a seguir posso mudar alguns nomes e nem sempre mencionar o ano … mas o que aconteceu, aconteceu.
– Voni –