Arquivo da categoria: Reflexões

dia-por-dia, olhando para a vida diariamente

1968 BOMBAS DE GÁS E CONTROLE: MUITO ANTES DE CELULARES E WI-FI

São Paulo – Manifestação dos estudantes secundaristas contra a Máfia da Merenda. O protesto foi violentamente reprimido e dispersado pela polícia (Rovena Rosa/Agência Brasil)

A nossa família se mudou para Belo Horizonte/MG, no Brasil, em agosto de 1967.

Nós chegamos lá pouco tempo depois da publicação de um artigo na revista Reader’s Digest sobre o Brasil: “O país que teve uma revolução sem disparar um tiro”.

A revolução havia chegado ao fim (nós pensávamos). Os comunistas se foram (nós pensávamos) e a vida havia voltado ao normal… – Como estávamos vivendo em uma nova cultura, como poderíamos saber o que era o normal?

Hoje, ao assistir TV e ver a confusão que está acontecendo ao redor do mundo, vem à minha memória lembranças de uma nação que eu aprendi a amar. A nação brasileira estava longe de ser “normal”.

Nós alugamos uma casa em uma região residencial – num bairro novo… uma piscina – sem água, danificada…, ruas de chão batido, o telefone mais próximo pertencia a um vizinho e ficava a três quarteirões de distância – toda a vizinhança usava aquele telefone… Havia sempre um café quente pronto… e era o “centro de notícias” da comunidade. Notícias? Ou fofocas? Talvez um pouco de cada.

Nosso filho mais velho tinha 15 anos, e ele conseguiu um emprego no centro da cidade para ensinar inglês em uma escola de idiomas… Ele pegava um velho e sucateado ônibus municipal para o centro (cerca de uma hora de trajeto) de manhã, e voltava para casa ao final da tarde.

Era uma aventura que ele estava aproveitando ao começar a dar os seus primeiros passos de independência. Aquele dia foi um pouco diferente.

No início da tarde, nossos vizinhos bateram palmas em frente da nossa casa para chamar nossa atenção (sem campainha). Nós levamos um tempo para entender o que eles estavam dizendo… mas as informações não eram boas.

Merril, nosso filho, havia ligado para eles e pedido para passarem um recado para nós.
Ele estava no sétimo andar do edifício comercial da escola de inglês e não fazia ideia de quando ele poderia voltar para casa; pois, na avenida principal, um grupo de comunistas estava fazendo um protesto, e a polícia estava usando bombas de gás lacrimogêneo para dispersá-los – o único problema era que os manifestantes continuavam se reagrupando e voltando. Merrill estava seguro – mas não podia sair da escola.

O pai dele pegou seus documentos de identidade (necessários) e começou a andar para pegar o ônibus para o centro da cidade.

O que eu fiz? Eu comecei a orar. É incrível a fonte de poder que tocamos quando dobramos nossos joelhos e oramos.

Chegando na cidade, meu marido encontrou uma forma de entrar no prédio sem se envolver na confusão das ruas. Ele subiu as escadas (os elevadores não estavam funcionando) e bateu na porta trancada da escola de idiomas. Alguns dos professores a abriram, e ele se juntou ao nosso filho e aos demais, que estavam nas janelas observando a agitação que se passava lá embaixo nas ruas.

Algumas horas depois, a comoção dos manifestantes diminuiu; o gás aos poucos também se dissipou, e estava seguro para ir pegar o ônibus.

Merrill e o pai dele entraram em um dos últimos ônibus que estavam saindo do centro da cidade e chegaram de volta em casa algum tempo depois da meia-noite.

Eu sempre ficava feliz em ouvir suas vozes quando eles chegavam!

Começamos a aprender lições importantes. Os comunistas ainda estavam por perto. Há coisas que podemos falar, outras, não! É melhor aprendermos rápido sobre quando devemos ficar calados. Somos estranhos em uma cultura e língua inteiramente diferentes. Vamos levar anos para começar a entender as nuances dessa cultura, e para os brasileiros aprenderem a confiar em nós.

Afinal de contas, por que americanos se mudariam para o Brasil se isso não fizesse parte de uma agenda oculta?

A palavra “missões” passa a ter outros significados.

  • Voni

SERÁ QUE EU SOU UMA XÍCARA RACHADA?

Eu estou esperando para pagar a minha compra. A moça do caixa levanta o artigo que eu comprei e diz: “Dona, você viu que esta caneca está com defeito?”

Eu aperto os olhos para ver mais de perto. Ela está certa! O que parece ser uma rachadura, mas na verdade não é, faz parte da caneca, está embutida nela.

Mesmo assim, eu quero a caneca, com ou sem defeitos. Então eu pechincho com ela, consigo um desconto e saio da loja feliz.

Por alguma razão, eu amo essa pequena caneca. Ela é perfeita para tomar pouca quantidade de café, e me sinto feliz só de olhar para ela. Eu amo até os defeitos. Todo mundo na nossa casa sabe que ela é a “caneca da Voni” e que, quando eu vou tomar café, eu quero aquela caneca.

Eu faço uso dela constantemente.

O triste dia chega em que a minha caneca cai e a alça se quebra. Mas eu ainda consido usá-la, e eu uso.

Nesse ponto, o meu marido já está se perguntando o que há de errado comigo. A nossa cozinha tem um monte de canecas e xícaras para tomar café que usamos nas nossas reuniões e estudos bíblicos, quando o apartamento fica cheio de gente. (Eu amo esses momentos!)

Por que eu ainda uso essa pequena caneca de café sem alça? Ele olha para mim e balança a cabeça. Eu não preciso perguntar a ele a razão daquele olhar: depois de 24 anos de casamento, nós conhecemos muito bem a linguagem corporal um do outro.

Eu até tirei fotos da “minha caneca”. O que está acontecendo comigo?

Em uma tarde surpreendentemente tranquila, estou sentada à mesa da cozinha tomando um café quentinho que acabou de ser feito (na minha caneca rachada), olhando pela janela e pensando sobre algumas dessas coisas. De repente, eu entendo.

É porque eu também sou uma “caneca rachada”.

Deus conhece todas as minhas imperfeições! Todas as rachaduras e lugares que foram colados de volta pelo amor Dele. E Ele ainda assim cuida de mim e se preocupa comigo, assim do jeito que eu sou. Eu nunca vou ser uma xícara chique e projetada de forma majestosa para servir reis. Eu gosto de andar descalça, tocar e abraçar – o que não se encaixa muito bem nos padrões da realeza.

Isso é ainda mais verdadeiro à medida em que a minha casca externa está envelhecendo e exibindo aquelas minúsculas rachaduras que se parecem com teia de aranha e correm por toda a porcelana velha. E a alça da minha caneca está rachando. Mas Ele ainda me ama! Ele me criou com um propósito, para ser usada em Suas mãos.

Quantas vezes eu já caí no chão. Ele me levanta, me recompõe, e a cola Dele me torna mais forte e de mais valor para Ele. Na verdade, quanto mais Ele investe de Si mesmo em mim, mais Ele me usa em áreas que eu nunca pensei que seriam possíveis de serem usadas.

Então, rachada, quebrada com o punho, com a parte externa da minha caneca mostrando a minha idade, a minha caneca ainda pode conter o Seu Espírito, para que outros sintam, provem e experimentem o amor de Deus.

Essa pequena caneca não está mais comigo. . .
Ele se espatifou em sua última queda fatal em um piso de cerâmica.
Mas as lições que aprendi com ela permanecem na minha memória … e ainda amo minha “caneca de café”.

Voni

Você consegue se imaginar como um “caneca de café rachada”?
Vendo-se assim, você consegue ter mais paciência consigo mesmo? Consegue ser capaz de rir de si mesmo um pouco mais? Você já pensou em como Deus pode colar os seus pedaços de volta quando você está disposto a se colocar nas mãos Dele?

Olhe no espelho, veja todos os seus defeitos e sorria.
É maravilhoso quando podemos nos reconhecer como “canecas de café quebradas”.
Tenta e veja você mesmo.

Será que Ele realmente nos conhece e entende? Leia o Salmo 139

ORANDO POR GATOS E COMPUTADORES

Créditos: Reddit

1963 – Salem, Oregon
Nossos quatro filhos e meu esposo, Cal, estão esperando impacientemente no carro. Nós estamos saindo para uma viagem de acampamento por uma semana.
Temos que deixar nossa gata na casa de um amigo – e a gata desapareceu!
Eu corro para o quintal, procurando desesperadamente por aquele pequeno animal pela última vez – e orando como louca!
“Por favor, Senhor, traga aquela gata de volta. Não podemos deixá-la para trás enquanto saímos. E eu não posso voltar para procurá-la de novo…. por favor!”
Enquanto corro pelo quintal, procurando e chamando urgentemente por ela, o que vejo? Aquela gata andando devagar pelo quintal e vindo até mim, esfregando nas minhas pernas e ronronando! Eu me curvo, cuidando para não me mover de um modo a assustá-la. Então, eu a pego, segurando-a fortemente e corro para o carro.
Nós a deixamos na casa do nosso amigo, tivemos uma viagem maravilhosa com nossas crianças e paramos para buscá-la no caminho de volta para casa. Estamos todos felizes em vê-la, até meu esposo :). A máquina de ronronar dela está em volume alto e funcionando bem.
Aquela cena de mais de 50 anos atrás ainda está impressa indelevelmente na minha mente. Você pode perguntar: Por que?”
Para mim, é incrível quantas vezes eu pensei: “aquela gata”!
Eu tive que orar por tantas coisas doidas… sempre que eu parava porque o pedido era tão “doido”, nem mesmo de importância suficiente para pedir ajuda a Deus, eu me lembrava “daquela gata” vindo a mim, ronronando.

Janeiro de 2019

Tudo isso me leva à noite de Domingo…
Estou sentada na poltrona no quarto, esperando terminar alguns documentos. Lanae me preparou uma deliciosa xícara de café. Não conseguimos encontrar minha caneca de café com uma tampa forte. Então ela colocou o café em uma de suas canecas. Eu não a ouvi dizer:
“Mãe, cuidado porque a tampa da caneca não está bem fechada,”
Bebendo o café, coloco a caneca na pequena prateleira ao lado da minha cadeira, sento na minha cadeira e pego a caneca de café.
Você pode imaginar o meu desgosto e angústia quando a caneca cheia de café quente com creme vira ao soltar a tampa, DERRAMANDO café sobre o meu teclado, minha cadeira e no chão?!
As teclas do computador estão inundadas em um rio de café!
Eu rapidamente movo a caneca do laptop, viro o laptop de cabeça para baixo e agito o máximo possível do líquido. Minha mão está tremendo e eu estou orando enquanto pego um pequeno aspirador de computador e começo a passá-lo pelas teclas. Não consigo encontrar as pequenas peças para que a sucção seja mais forte,mas continuo passando sobre as teclas.

Eu ligo o computador – certificando-me de que o cabo de energia não esteja nele… as linhas e cores que surgem me dão pouca esperança. Lanae me traz seu pequeno secador de cabelos. Passo o secador sobre todo o teclado, orando por meu computador.
Eventualmente, ligo a energia para deixar meu computador ligado a noite toda. Se funcionar, vai ajudar a secar mais rápido. É o que vou fazer!
Eu finalmente parei, cansada e orando, minha mente continua se repetindo: “Deus sabe que eu não tenho dinheiro para comprar um novo computador….
Eu me pergunto se ele me abençoaria colocando alguma coisa no GO FUND ME (equivalente ao vakinha.com.br)
Preciso encontrar tempo para terminar minha página para que a instituição na qual estou trabalhando possa receber fundos.
Finalmente caí em sono profundo – com um nó de tristeza no meu estômago – e ainda orando.
Isso foi há três dias atrás! No dia posterior ao batismo de café, o computador gradualmente voltou à vida. Hoje à noite estou trabalhando nele de novo, na mesma poltrona no quarto!
Tenho dificuldade de acreditar no que eu sei que aconteceu!
Todavia, aconteceu! Agora nenhuma xícara de café com tampa solta ao meu lado mais. Aliás, pouco café enquanto estou trabalhando aqui.

Tenho certeza que eu não segui o “procedimento correto” com o computador.
Entretanto, Deus se moveu em favor desta viúva de 86 anos de idade…. Talvez Ele usou meu anjo guardião eu NÃO SEI COMO… Eu só sei que uma oração desesperada – por uma gata, e um computador e todas as outras coisas…. – Meu Pai, meu Senhor e o Espírito Santo tocou minha vida mais uma vez – e eu estou grata!!
… EU AINDA ESTOU APRENDENDO QUE EU POSSO ORAR POR GATOS – E COMPUTADORES – E MUITAS OUTRAS COISAS DENTRE ESTAS.
E você? Você também tem orações “loucas” que Deus respondeu? Somos tão abençoados de ter um Pai como Ele!

Voni

REALIDADES DO SALMO 25

Prefácio

Estou de volta – finalmente!
Desde Dezembro de 2019 (minha última postagem consistente) este blog tem sido menos frequente assim como o meu momento.

Dos EUA pra Brasilia
         pra Natal;
         de volta à Brasilia;
         COVID-19 pandemia mundial;
         Quarentena no Brasil;
        Retorno aos EUA antes da parada dos voos;
        Miami;
        Georgia;
        Miami;
        Adoeci de Covid-19;
        Quarentena em Miami;
        Três meses até eu testar negativo;
        Viajo para Portland em Oregon logo antes do Natal;
        Continuo enfrentando os sintomas da Covid.

Agora é Fevereiro, um amigo no Brasil está publicando as postagens porque eu preciso de ajuda.

AGORA – Eu quero voltar a postar a cada semana – finalmente!

Então – vamo que vamo! 😉😊

Um lembrete: Não há sequência nestas publicações.

Elas são simplesmente pensamentos, lições aprendidas na vida diária para você aplicar se achar valor nelas.

Então – aqui vamos nós:

Realidades do Salmo 25

Belo Horizonte, Minas Gerais – Brasil em 1975.

Estou sentada nos degraus da escada que vai da sala de estar para a sala de jantar. A casa está bem silenciosa, o que é raro. Eu estou um tanto quanto atordoada com os pensamentos que passam por minha mente.

O que está acontecendo com a minha vida? Na minha casa? Eu não sei, mas sei que não é bom. Muito estresse, muitas discussões até mesmo entre os meus filhos e, certamente, entre eu e o meu marido.

“Senhor, eu preciso de mais entendimento. Por favor, ajuda-me.”

A minha Bíblia está na escada, ao meu lado. Eu a abro sem nenhum propósito específico e começo a ler. As palavras me acertam em cheio – Eu paro…

Começo a ler de novo, desta vez com toda a minha atenção.

A maioria dessas palavras é para mim!

Salmo 25

Salmo de Davi.
1 A ti, Senhor, elevo a minha alma.
2 Em ti confio, ó meu Deus.
Não deixes que eu seja humilhado, nem que os meus inimigos triunfem sobre mim!
3 Nenhum dos que esperam em ti ficará decepcionado; decepcionados ficarão aqueles que, sem motivo, agem traiçoeiramente.
4 Mostra-me, Senhor, os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas;
5 guia-me com a tua verdade e ensina-me, pois tu és Deus, meu Salvador, e a minha esperança está em ti o tempo todo.
6 Lembra-te, Senhor, da tua compaixão e da tua misericórdia, que tens mostrado desde a antigüidade.
7 Não te lembres dos pecados e transgressões da minha juventude; conforme a tua misericórdia, lembra-te de mim, pois tu, Senhor, és bom.
8 Bom e justo é o Senhor; por isso mostra o caminho aos pecadores.
9 Conduz os humildes na justiça e lhes ensina o seu caminho.
10 Todos os caminhos do Senhor são amor e fidelidade para com os que cumprem os preceitos da sua aliança.
11 Por amor do teu nome, Senhor, perdoa o meu pecado, que é tão grande!
12 Quem é o homem que teme o Senhor? Ele o instruirá no caminho que deve
seguir.
13 Viverá em prosperidade, e os seus descendentes herdarão a terra.
14 O Senhor confia os seus segredos aos que o temem, e os leva a conhecer a sua aliança.
15 Os meus olhos estão sempre voltados para o Senhor, pois só ele tira os meus pés da armadilha.
16 Volta-te para mim e tem misericórdia de mim, pois estou só e aflito.
17 As angústias do meu coração se multiplicaram; liberta-me da minha aflição.
18 Olha para a minha tribulação e o meu sofrimento, e perdoa todos os meus pecados.
19 Vê como aumentaram os meus inimigos e com que fúria me odeiam!
20 Guarda a minha vida e livra-me! Não me deixes decepcionado, pois eu me refugio em ti.
21 Que a integridade e a retidão me protejam, porque a minha esperança está em ti.
22 Ó Deus, liberta Israel de todas as suas aflições!

Elas também estão falando com você?

Voni

O PERDÃO é lindo

Meus olhos seguem a águia voando lá nas alturas do ceú.eagle flying on top of the clouds

Eu vejo os ramos das  árvores mover num vento robusto.3589750-beech-trees-from-ground-to-top-against-sky-with-green-leaves

Me sinto uma brisa fresca tocar meu corpo. . .standing_in_the_wind_alderman

E eu penso em como tudo disto me faz lembrar o perdão.
IMG_20140830_181743

Não posso ver os resultados de perdão.  Posso o sentir no meu coração e meu corpo,
Mas não consigo ver ele.
Algumas benções são tão lindas que fica difícil p                                      ara nos as ver com nosso própria visão.
Entretanto, podemos perceber o perdão com nossos espiritos – e nós regozijamos.

– Voni P.