A Um Ano Atrás

Eu escrevi isto exatamente um ano atrás, até na mesma hora. MAS EU TIVE QUE MUDAR O FINAL. 

8 de junho de 2018 às 18:51 · 

Meu apartamento em Natal, Brasil, tem 55 metros quadrados. 

Definitivamente isto é um ninho. 2 quartos, 2 banheiros, cozinha pequena, sala de estar com varanda (todos pequenos) e sem lavanderia. 

Muitos americanos não gostariam de alguns dos desafios de viver lá. 

Não há água quente, exceto nos chuveiros. Não lava-louças, 
(Sim, lavamos nossos pratos em água fria … e os limpamos! 🙂  
Temos Wi-Fi. Contrastes inesperados 

Simples e pequeno – e meu lugar!! 

Eu mal posso colocar minha rede na varanda, ver o oceano, sentir a brisa, manter minhas janelas e portas abertas, para que a brisa do oceano passa pela porta da varanda, correndo pela área sai correndo pela porta da frente que está aberta.  

Ela também vem girando nos quartos, mas como não há grandes áreas abertas no outro lado do apartamento, ela serpenteia pelos dois quartos e pelo corredor, para se juntar com à sua barulhenta prima que passa pela área de estar.

Este é meu lar – meu “NINHO”. 

Não tenho ideia de porque tenho esse apego emocional. Talvez seja porque este é o último lar que Joe e eu tivemos no Brasil, e há lembranças espalhadas em prateleiras de vidro colocadas em paredes diferentes. (Quando a área do piso é pequena, é incrível como se torna criativo! :)) 

Eu sei SOMENTE que preciso de ir para meu Ninho por um período de tempo. Eu não sei quais são os propósitos que o Senhor tem para mim em Natal? Talvez seja assim que eu possa ter o fechamento de uma fase da minha vida antes de entrar na próxima? 

Apenas indo até lá, poderei saber. 

No momento, estou em Portland, Oregon, com minha filha, Sheryl e seu marido. Espero voltar a Valdosta, GA, para estar com outra filha em agosto. 

ESTE É ONDE ELE MUDOU … MEUS PLANOS PARA VOLTAR AO BRASIL ESTÃO AINDA EM ESPERA. 

8 de junho de 2019 18h49 

EU SOU AGORA UMA PEQUENO FILHA, PEGANDO NA MÃO DO MEU PAI. ELE ESTÁ ME LEVANDO PELOS ALGUNS DESVIOS QUE EU NÃO ESPERAVA. 

Houve lágrimas, risos, lutas comigo mesmo, sentindo a falta de Joe, aprendendo a confiar mais em Deus. Quando começo me desanimar, lembro-me das palavras de Jesus: 

Mateus 18: 2-4 A Tradução da Paixão (TPT) 

2 Jesus chamou um menino para o seu lado e disse-lhes: 3 “Aprendam isto bem: a menos que você mude drasticamente o seu modo de pensar e se torne ensinável, e aprenda sobre o reino dos céus com a maravilha de uma criança, você nunca será capaz de entrar lá. 4 Quem se humilha continuamente para tornar-se como esta criança gentil é o maior no reino dos céus. ” 

Chegará o dia em que eu pensarei e falarei com Deus enquanto me sento na sacada minúscula, observarei Sua criação ao meu redor, sentirei o sol em meus ombros e a brisa em meu rosto, e vou entender mais o que Deus está fazendo. 

Por agora, tenho que continuar andando como uma criança pequena. 

CORO DE DEUS

                Durante a Segunda Guerra Mundial, quando Londres estava sendo destruída pelos bombardeios da Alemanha, William Temple, que servia como Arcebispo de Canterbury, escreveu o seguinte sobre a adoração:

           “Adorar é despertar a consciência pela santidade de Deus, alimentar a mente com a verdade de Deus, purificar a imaginação pela beleza de Deus, abrir o coração ao amor de Deus, dedicar a vontade à propósito de Deus. “

É um lindo dia. Um daqueles dias em que é bom estar vivo – na realidade, estou sentindo melhor do que tenho sentido em vários meses – e talvez anos? O ar está deliciosamente quente e fresco, com uma leve brisa movendo as flores. Estou surpresa com os aromas agradáveis.

Olho ao meu redor e percebo que faço parte de uma enorme multidão de pessoas. Deve ser milhares?

Entretanto, não há bebês chorando, nem crianças agitadas. De fato, as crianças que vejo espalhadas estão todas contentes, sentadas na grama, brincando em silêncio umas com as outras. Eu sorrio quando olho para elas. A palavra “contente” emana da cena, até mesmo de mim.  

Minha mente leve e solta não mais cria nós de inquietação escondida junto com meu senso de inadequação. Estou em paz!

Novamente olho para os azuis suaves no céu com suas profundidades de cor que eu não estou acostumada a ver, e eles me arrebatam

Quando olho para essa cena, fico extasiada. Estamos em um plano inclinado de grama recém-cortada. As milhares de pessoas que vejo estão em um anfiteatro natural. Alguma atividade está acontecendo em cima do palco, que é ENORME!

Alguém da frente da multidão começa um trecho de uma música. A melodia é alcançada por aqueles que estão por perto e se espalha por toda essa massa de pessoas! Eu sinto arrepios e lágrimas caem pelo meu rosto. A melodia tece uma tapeçaria de som: eu posso ouvir todas as partes sendo cantadas por essa imensa multidão de pessoas, os instrumentos no palco se misturam com as vozes. Eu cantei em corais e toquei em orquestras, mas nunca ouvi nada assim! Na verdade, existem instrumentos que eu nunca vi.                                                

Lembro-me da primeira vez em que cantei uma melodia desconhecida, guiada pelo Espírito Santo, sentada com um pequeno grupo de amigas no chão. Era inacreditavelmente lindo como nossas vozes se misturavam em louvor a Deus. Mas agora? Milhares e milhares de vozes entrando e saindo. Sem desarmonia. Estamos todos cantando louvores ao nosso Deus e Senhor, e o Espírito Santo está dirigindo todos nós!

    Oh Senhor!  Nunca imaginei que eu faria parte dessa onda de beleza e alegria enquanto cantava ao meu Senhor. E Ele está aqui! Sua presença penetra nossas almas, espíritos e corpos.

Não tenho palavras, Senhor, para expressar minha inefável gratidão. 

Estou aqui, com meus amados e O SENHOR! 

Eu estou aqui!

CONSTRUINDO UM ALTAR

Belo Horizonte, Brasil – 1986

A sala de estar é enorme; grande o suficiente, tivemos o casamento da nossa filha ali, com mais de 100 convidados – inesquecível como alguns desses convidados soltavam altos fogos de fora da casa, celebrando o casamento.
Lágrimas durante a ceremónia, risos depois.
Tivemos uma mistura das linguas sendo falada: português, inglês, espanhol – possívelmente mais?

Nossas decorações de flores eram basicamente pequenas árvores que cortávamos (a floresta era cerca de 10 quilômetros de distância). Depois de colocar seus troncos na areia que estava em baldes, nós os colocamos em posição vertical em lugares estratégicos em toda a sala de estar. A melhor decoração de todas era a vista da cidade abaixo do nosso poleiro montês a partir da nossa varanda.

O riso e o amor que encheram nossa casa naquela noite jamais serão esquecidos.

( E, no dia seguinte, eu gastei o dia inteiro com uma faca de mesa em uma mão e um bombril debaixo de um pé descalço enquanto percorria toda aquela extensão de piso de madeira “parquet”, retirando o arroz entre as rachaduras e usando o Bombril para limpar o chão da comida que havia caído e depois foi pisada. Aprendi, Nunca tenha uma festa onde jogam arroz sobre um uma soalha parquete).

Outro dia, houve a noite em que convidamos os patinadores e pessoal do grupo “Ice Capades” na nossa casa para lanches e conversas. O show estava encerrando inesperadamente, então naquela noite havia muitas lágrimas e perguntas sem resposta: mas nós pudemos mostrar a eles o quanto nós os amamos.

Estudos bíblicos, cultos no lar – as paredes de tijolos envernizados poderiam contar muitas histórias.

Entretanto, nesta noite, tudo está quieto. Raro.                    

Meu esposo saiu para visitar alguns amigos dele, meus filhos estão em seus quartos.

Como era muito comum, antes de partir meu marido dizia algumas palavras que cortavam meu coração. Ele queria que eu soubesse que ele prefere a companhia de outros amigos do que a minha, e as suas palavras são bem claras,

Estou no final da sala – imagina como é o meu “refúgio”.
Essa extremidade da sala está separada por uma parede com uma grande lareira, criando uma salinha.  Esta lareira é aberta em ambos os lados para que o calor encha a sala. Eu amava sentar-me ali, com todas as luzes apagadas, as chamas da lareira me fazendo companhia enquanto olhava para as luzes da cidade e a vastidão do céu estrelado, conversando com Deus.

Entrego minhas lágrimas a Deus e estou sentada em silêncio, absorvendo a música que vem do nosso sistema de som improvisado. Uma banda começa a cantar “Porque Ele vive, eu posso crer no amanhã. Porque Ele vive, temor não há. Mas eu bem sei, eu sei que a minha vida está nas mãos do meu Senhor que viva está.”

Meu coração se aquieta enquanto canto essas palavras com a banda.  Sempre vou lembrar esse momento quando, sem perceber, “meu refúgio” se transforma em um altar diante do Senhor, onde eu posso adorá-lo. Não porque tudo está “certo”, mas porque Ele vive!

-Voni

Você pode lembrar alguns momentos quando o Espírito Santo ajudou você levantar um altar de louvor diante Deus?
Por favor, compartilha aqui? Vamos aprender de um e outra umas maneiras que Deus constroi altares hoje.

SE QUISER UMA RISADA DE DEUS

Semana passada uma amiga perguntou: “O que você precisa fazer para que Deus

sorria”?

Claro que eu não tenho nem ideia.

Ela riu: “Faça alguns planos”.

Eu caí na gargalhada. Certamente posso me identificar com isso!

Outro dia eu sentei e contei quantas vezes meus planos mudaram desde a morte de Joe em fevereiro de 2017

1/ Ele e eu planejamos para eu voltar para o Brasil para morar, mas não é viável: por causa das finanças. Minha primeira mudança teve que ser do nosso apartamento para a casa da minha filha, Sheryl.
Depois eu passei vários meses tentando colocar tudo em ordem – inclusive meus pensamentos.
 Só que não foi tão simples a escolher quais pensamentos manter e quais descartar.
Descobri que coisas físicas são mais fáceis de se organizar do que pensamentos.

2/ Alguns meses depois, fui para Georgia, para a casa acolhedora duma outra filha. Lanae.
Isso foi em setembro (2017)depois de várias tentativas de fazer esta viajem sem sucesso. Não foi possível separar e embalar as coisas tão rapidamente quanto eu planejei.
Mudei as passagens três vezes. 
(Usando milhagem para não pagar multas pelas mudanças de passagens é uma ajuda boa.
E minhas filhas são uma incrível ajuda para mim!

3/ Lanae e eu fomos de Orlando para Natal, Brazil, para eu receber minha cidadania brasileira.
Viajamos metade de Novembro ate o  início de Dezembro de 2017.

Somente duas tentativas para adquirir aquelas passagens.
Passamos 20 dias sobrecarregados para obter toda documentação feita, e tomar conta de mais outras obrigações. (Deu para ensinar em algumas igrejas…. Amo aquelas pessoas!).

4/ Na casa de Lanae…. Um ano depois que Joe foi para CASA… Estou começando a pensar mais claramente.

2018 passa tão rápido como uma névoa. Muitas lágrimas. Muita busca de alma. Parte do
tempo com Lanae em Georgia,  parte do tempo com Sheryl em Portland OR.
Ela e o médico fizeram todos exames médicos que podiam pensar para mim fazer.
Graças a Deus, eu saio delas bem.
Aliás, o clima estava afetando o nível da minha dor.
 Malabarismos com suplementos e medicamentos.

Meu genro está fazendo diálise. Preciso ficar mais tempo do que planejei na casa de Sheryl.

(Eu planejei estar no Brasil logo depois da Páscoa). Essas mudanças de planos são mais complicadas porque incluem viajando internacionalmente

Pelo menos 4 mudanças de passagens durante o ano com mais milhas.

Agora é o final de Abril de 2019. 2 anos e 2 meses desde que Joe se foi.
Estou em Portland, não sei quanto tempo mais terei que ficar aqui.

Meus amigos no Brasil dizem que minha próxima chegada no Brasil pode ser comparada à
segunda vinda de Cristo. Ninguém sabe o dia nem a hora.

Tenho lidado com muitas questões sobre onde eu deveria estar.
A resposta nesta hora é: Não sei o futuro. Sei onde estou agora.
Estarei retornando ao Brasil quando o Senhor me liberar daqui.
Enquanto estou aqui, tenho algumas coisas para fazer,  incluindo aprender mais sobre ensino á
distância.          

E sim, eu sei que Deus está escrevendo o meu itinerário.
Toda vez que eu tento estabelecer as datas que eu quero,
Ele sorri ao apagar o que escrevi e colocar as datas que Ele escolheu.

“Deus escreve certo por linhas tortas”.  Um ditado Português.

Será que você já passou para estas experiências?

– Voni

MINHA DESCOBERTA

O Sonho

Eu acordei lentamente, com lágrimas em meus olhos e uma alegria saltitante em meu coração. Eu percebi que estava sonhando mas Oh! Era tão real!

. . .Estou em uma pequena igreja – a que eu conheci quando criança. É uma manhã de Domingo. Peço desculpas para um missionário que está lá; tão poucos vieram para ouvi-lo falar e estou constrangida.
Ele sorri e diz para não me preocupar. Está nas mãos de Deus. 
Pergunto a ele se posso orar por ele e os poucos lá antes de sair para o meu outro compromisso. Ele quietamente diz: “Por favor”.

Ao orar, eu estava surpresa pelas minhas próprias palavras: o fervor no meu coração, orando para Deus mover e trazer naquele prédio aqueles que for Ele queria que estivessem lá: para Ele fazer a Sua vontade! 
Quando abro meus olhos, descubro mais algumas pessoas lá, incluindo dois casais que conheço e amo.

Eu vou para a parte de trás do auditório para sair, olho para o missionário e as pessoas, e percebo que esse tempo aqui neste pequeno prédio da igreja é mais importante que qualquer outro compromisso que eu possa ter.. Sento-me para ouvir, e começo a orar mais uma vez.

Estou surpresa!
Mais e mais pessoas entram, algumas vestindo roupas de praia. Elas obviamente tinham ido para desfrutar das praias oceânicas e do belo sol, mas por algum motivo haviam respondido às nossas orações.
O pequeno auditório enche gradualmente. Então, como geralmemte fazem os sonhos, o tamanho do auditório aumenta, à medida que mais e mais pessoas chegam. E agora um grande palco aparece atrás do missionário enquanto ele fala. Ele pergunta se há alguém que gostaria de ser um missionário, levando a Boa Notícia de Deus para outras terras, e seus vizinhos.

Uma fila começa a se formar a medida que as pessoas se movem em direção ao palco. Naquela fila estavam os casais que conheço.
Eu vou para abraçá-los e percebo que eu também preciso rededicar minha própria vida para obedecer o chamado de Deus.

Eu fui desviada pelo que eu considerava minhas próprias “necessidades” e saúde.
Eu estava gastando mais tempo nisso do que no que Deus me deu para fazer.
Eu estava em perigo de me envolver mais em “preocupações do mundo” do que em seguir os mandamentos de Deus. Eu me junto à fila de pessoas esperando para subir naquele palco da vida diante de nós.

Minhas lágrimas de alívio e alegria me despertaram. 
Deus Pai, que este sonho seja um altar diante de Ti, e minha vida Pai, esteja sobre ele. 
Em Nome de Jesus, eu faço esta oração.

Voni

ORANDO – POR GATOS E COMPUTADORES

ORANDO –  POR GATOS E COMPUTADORES  

1963 Salem, Oregon 

Nossos quatro filhos e meu esposo, Cal, estão esperando impacientemente no carro. Nós estamos saindo para uma viagem de acampamento por uma semana.  
Temos que deixar nossa gata na casa de um amigo – e a gata desapareceu!  
Eu corro para o quintal, procurando desesperadamente por aquele pequeno animal pela última vez – e orando como louca!  
“Por favor, Senhor, traga aquela gata de volta. Não podemos deixá-la para trás enquanto saímos. E eu não posso voltar para procurá-la de novo…. por favor!” 

Enquanto corro pelo quintal, procurando e chamando urgentemente por ela, o que vejo? Aquela gata andando devagar pelo quintal e vindo até mim, esfregando nas minhas pernas e ronronando! Eu me curvo, cuidando para não me mover de um modo a assustá-la. Então, eu a pego, segurando-a fortemente e corro para o carro.  

Nós a deixamos na casa do nosso amigo, tivemos uma viagem maravilhosa com nossas crianças e paramos para buscá-la no caminho de volta para casa. Estamos todos felizes em vê-la, até meu esposo :). A máquina de ronronar dela está em volume alto e funcionando bem.  

Aquela cena de mais de 50 anos atrás ainda está impressa indelevelmente na minha mente. Você pode perguntar: Por que?” 

Para mim, é incrível quantas vezes eu pensei: “aquela gata”!  
Eu tive que orar por tantas coisas doidas… sempre que eu parava porque o pedido era tão “doido”, nem mesmo de importância suficiente para pedir ajuda a Deus, eu me lembrava “daquela gata” vindo a mim, ronronando. 
 
2019 Janeiro 

Tudo isso me leva à noite de Domingo…  
Estou sentada na poltrona no quarto, esperando terminar alguns documentos. Lanae me preparou uma deliciosa xícara de café. Não conseguimos encontrar minha caneca de café com uma tampa forte. Então ela colocou o café em uma de suas canecas. Eu não a ouvi dizer: 
“Mãe, cuidado porque a tampa da caneca não está bem fechada,” 

Bebendo o café, coloco a caneca na pequena prateleira ao lado da minha cadeira, sento na minha cadeira e pego a caneca de café. 
Você pode imaginar o meu desgosto e angústia quando a caneca cheia de café quente com creme vira ao soltar a tampa, DERRAMANDO café sobre o meu teclado, minha cadeira e no chão?! 
As teclas do computador estão inundadas em um rio de café! 

Eu rapidamente movo a caneca do laptop, viro o laptop de cabeça para baixo e agito o máximo possível do líquido. Minha mão está tremendo e eu estou orando enquanto pego um pequeno aspirador de computador e começo a passá-lo pelas teclas. Não consigo encontrar as pequenas peças para que a sucção seja mais forte, … mas continuo passando sobre as teclas.  

Eu ligo o computador – certificando-me de que o cabo de energia não esteja nele… as linhas e cores que surgem me dão pouca esperança. Lanae me traz seu pequeno secador de cabelos. Passo o secador sobre todo o teclado, orando por meu computador. 

Eventualmente, ligo a energia para deixar meu computador ligado a noite toda. Se funcionar, vai ajudar a secar mais rápido. É o que vou fazer! 

Eu finalmente parei, cansada e orando, minha mente continua se repetindo: “Deus sabe que eu não tenho dinheiro para comprar um novo computador….   

Eu me pergunto se ele me abençoaria colocando alguma coisa no GO FUND ME (equivalente ao vakinha.com.br)??? 

Preciso encontrar tempo para terminar minha página para que a instituição na qual estou trabalhando possa receber fundos.  

Finalmente caí em sono profundo – com um nó de tristeza no meu estômago – e ainda orando.  

Isso foi há três dias atrás! O dia posterior ao batismo de café, o computador gradualmente voltou a vida. Hoje à noite estou trabalhando nele de novo, na mesma poltrona no quarto!  

Tenho dificuldade de acreditar no que eu sei que aconteceu!  
Todavia, aconteceu! Agora nenhuma xícara de café com tampa solta ao meu lado mais. Aliás, pouco café enquanto estou trabalhando aqui.  
 

Tenho certeza que eu não segui o “procedimento correto” com o computador.  
Entretanto, Deus moveu em favor da viúva de 86 anos de idade…. Talvez Ele usou meu anjo guardião eu NÃO SEI COMO… Eu só sei que porque enviei uma oração desesperada – por uma gata, e um computador e todas as outras coisas…. – Meu Pai, meu Senhor e o Espírito Santo tocou minha vida mais uma vez – e eu estou grata!! 

… EU AINDA ESTOU APRENDENDO QUE EU POSSO ORAR POR GATOS – E COMPUTADORES – E MUITAS OUTRAS COISAS DENTRE ESTAS. 

E você? Você também tem orações “loucas” que Deus respondeu? Somos tão abençoados de ter um Pai como Ele! 

Voni 

Ditado: Seus pecados te descobrirão.  VERDADE!      

Primavera 1943 –
Numa pequena fazenda, NW parte do Estado de Washington, perto do Canadá.  

Estou com 10 anos e meu irmão 8. Estamos jantando na mesa redonda escura de carvalho na sala de jantar com mamãe e papai. É uma noite de sexta-feira e Clio e eu queremos acabar uma brincadeira novamente antes de escurecer: mas não é para ser.  Papai quer falar conosco sobre o amanhã.  

Nós paramos a agitação para ouvir.   

 

“Crianças, vocês sabem que é tempo de plantarmos o jardim para termos comida no próximo inverno. Amanhã parece ser um bom dia para isso. Nesta semana eu arei e preparei a terra… e hoje eu marquei as linhas com barbante entre as estacas para podermos ver onde plantar. Amanhã de manhã nós vamos nos levantar e tomar o café da manhã e vamos trabalhar no jardim”… Papai sorriu ao dizer isso. Ele amava a terra. Ele estava de fato ansioso por plantar esse jardim”.  Clio e eu não compartilhamos o entusiasmo dele, mas nós sabíamos que estaríamos trabalhando no jardim no dia seguinte.  

Na manhã seguinte após o café da manhã, Papai e Clio foram para o jardim. Tão logo as louças do café da manhã foram lavadas, Mamãe e eu nos juntamos a eles, onde Papai tinha preparado tudo em algumas fileiras, nós colocamos sementes aproximadamente trinta centímetros de distância, então as cobrimos com a terra fria e úmida. Todos nós trabalhamos duro (Clio e eu provavelmente não tão duro quanto mamãe e papai) . . . finalmente pensamos que tínhamos terminado… ERRADO”.  

Papai veio até nós e nos parabenizou por termos feito um bom trabalho. Então ele disse: “Há só mais uma coisa… Plantem as batatas”.  

Agora, não se tratava de sementes. Pelo contrário, eram pedaços de batatas que mamãe havia cortado para plantar.  O segredo em tudo aquilo eram os “olhos” nas batatas. Uma certa lasca na casca, fácil de se ver, mas eu não sei como descrever. Quando mamãe cortou as batatas, ela se certificou de que cada peça tivesse um olho nela.  

Então nós tínhamos que levar as batatas, cavar um pequeno buraco e colocar três pedaços de batata dentro do buraco, nos certificando de que o “olho” de cada peça estava para CIMA. Clio e eu não estamos feliz! Nossas costas doem por estarmos nos curvando, estamos prontos para abandonar esse negócio de jardinagem. Porém, papai nos deu as instruções. Nós pegamos os pedaços de batata e começamos. Nós desenvolvemos um sistema. Eu cavo o buraco, Clio planta as batatas, cobrindo-as bem com terra enquanto eu cavo outro buraco.  No começo somos muito cuidadosos em deixar o “olho” da batata virado na direção certa. Um pouco mais da metade da fileira nós nos tornamos mais rápidos – simplesmente despejando três pedaços de batatas dentro do buraco e depois cobrindo-os.  

Nós terminamos… chamamos Papai e o contamos que tínhamos terminado. Ele vem, olha para as fileiras e exclama:  “Estou surpreso como vocês terminaram tão rápido! Ótimo trabalho! Só isso por agora. Sua mãe e eu terminaremos. Podem ir brincar”. Nós fugimos antes que papai pudesse mudar de ideia… e esquecemos totalmente os “olhos” das batatas. 

Meses depois.
O clima é morno. Não precisamos mais de jaquetas e podemos sair descalços. Agora, há um balde de água, escova e toalha pela porta dos fundos.  Antes de sermos permitidos entrar, temos que colocar nossos pés, um por vez, no balde, usar a escova para retirar a sujeira dos nossos pés e enxugá-los bem. Mamãe não quer rastros de terra no chão. Dolorosamente, aprendemos o quanto ela é séria acerca disso, então obedecemos. 

Nesta noite específica, como de costume, papai tira os sapatos, nossos pés não fazem rastros sujos, nossas mãos estão bem lavadas e estamos sentados ao redor da mesa da sala de jantar, desfrutando de alguns legumes frescos do jardim que mamãe preparou para a janta. (Ela é uma boa cozinheira). 

Enquanto comemos, papai começa a falar sobre o jardim. “Todo o trabalho de plantação e capina (Clio e eu fizemos nossa parte nisso também) valeu a pena! Temos muitos legumes para o trabalho (mais trabalho duro!) para o inverno. Parece que as árvores frutíferas vão dar frutos bem. Temos muito a agradecer a Deus! ”   

Papai pausou. “Mas há uma coisa que eu não entendo. Nós estaremos com falta de batatas. Um pouco mais da metade da fileira está bem. Mas a outra parte quase não cresceu batatas”. E ele olha para meu irmão e eu, com as sobrancelhas levantadas, esperando por nossos comentários. 

Confessamos vergonhosamente o que havíamos feito. Sua única observação é: “Eu pensei que vocês terminaram de plantar essas batatas muito rápido. Agora vocês entendem porque era importante plantá-los como sua mãe e eu lhes dissemos para fazer, porque ela foi tão cuidadosa como as cortou? Neste inverno, vocês podem não ter tantos purês de batata quanto gostariam”. 

Com os olhos baixos, nós entendemos.  

————————— 

Janeiro de 2019 

Eu nunca me esqueci. Ainda posso me lembrar plantando aquelas batatas – eu tive um pouco de culpa ao deixar Clio só lançá-las dentro dos buracos.  Eu era mais velha e sabia melhor. Entretanto, ninguém jamais saberia … e nós já tínhamos feito tanto!   

Esta lição está indelevelmente gravada em minha mente para me lembrar de que a responsabilidade é exigida pela vida e esperada por Deus. 

Aquele velho ditado: “Seus pecados te descobrirão” é verdade demais. 

E você?  Você tem alguma lembrança como essa? 

Sabe o queEu agradeço a Deus pela palavra “perdoada”.  

 

Voni 

Ultima noite de 2018

Voni Pottle
31 de Dezembro de 2018 às 20:25 ·
Nesta noite – lágrimas de memórias. Conversando com um amigo, Paulo Martins que tocava e cantava com nosso grupo de louvor, Novo Mandamento. Tantas experiências… cantando nas igrejas, sentindo a presença do Espírito Santo quando Ele vinha. Jornadas num antigo vagão … empilhado até o topo com os instrumentos … e cheio de pessoas. Eu nunca me esquecerei quando carregamos uma sacola enorme cheia de laranjas do Rio de Janeiro para a base da JOCUM em Belo Horizonte.
Não havia espaço – então nós esvaziamos as sacolas de laranjas até que ficamos rodeados de laranjas. Pelo menos não ficamos com fome na estrada. 🙂

Vocês podem encontrar os longplays no You Tube … conjunto Novo Mandamento… em Portugues… mas muitas das músicas são familiares em Inglês.

 

31 de Dezembro de 2018. Quase meia-noite.
O último dia deste ano. Comecei 2018 em Valdosta/GA, e terminando aqui também, eu tive muitos planos e ideias  que não se materializaram: outros com os quais Deus me surpreendeu. Hoje, estou sentindo falta do Joe… ao olhar para trás … como Isaías nos diz para não fazermos – mas olhar para o futuro … porque Deus está fazendo algo novo.

Foi um Natal maravilhoso … mas isso agora está no passado … e, é claro, eu não gostaria que estivesse. : )

Ao olharmos adiante, confiando nosso futuro ao Senhor, que louvemos a Ele pelas alegrias e desafios do passado.

Eu amo cada um de vocês!

Meu livro de fotos de Natal

 

 

Lanae e eu em Miami com a família de Jonathan e Bete Hall – a manhã de Natal

 

 

 

Vocês me perguntaram sobre minha familia?

Tenho 6 filhos,
18 netos
em julho terei 23 bis-netos

Os netos de minha filha mais velha e o marido dela: – e são meus bis-netos

Dia 27 de dezembro – ficamos sabendo que a família vai ganhar uma menina.

Meus bis-netos em Los Angeles

estas são algumas fotos deles

 

Pensamentos no papel

Como em todas as cidades, há pobres. Já estive em muitas casas que a maioria dos americanos não consideraria habitável. Aliás, já vivi em alguns que não cumprem os padrões de muitas pessoas.
Mas uma coisa eu aprendi: Não importa tanto o que você tem, o que importa é quem você é. A paz e a alegria não vem de “coisas” mas vem do que temos em nossos espíritos.
A “boa notícia” que temos de Jesus Cristo, faz muito mais diferença em nossas vidas.


Essa é a razão pela qual eu normalmente passo mais tempo em natal e Brasil do que eu passo nos EUA. A maioria das pessoas que leem isso são cristãos que vivem nos EUA. Cada um de vocês é delegado pelo Senhor para ser missionários aqui… inclusive meus filhos adultos e netos. (a maioria dos meus bisnetos ainda são muito jovens.) Kkkkkkkkkkkk

Eu amo o Brasil, sim. Já me tornei um cidadão brasileira, sim. Mas não é por isso que eu moro lá. Em vez disso, é porque é onde Deus me colocou.

Para o conforto? Os EUA é definitivamente melhor. Os buracos de panela nas ruas, a velocidade inesperada solavancos nas ruas onde os vizinhos os construíram (há um em particular que se você acertar muito rápido a sua cabeça vai definitivamente bater no teto do carro – difícil, e você pode causar dano a Seu carro ) e muitas mais grandes diferenças

Meu apartamento – o meu “Ninho” é minúsculo – essa é a única palavra para isso! OS 2 QUARTOS ESTÃO OK. os dois banheiros são pequenos – sem banheiras, só chuveiro. A cozinha é minúscula – só cabe uma pessoa nela de cada vez, sala e varanda (pequenos) com 3 CADEIRAS. Um sofá pequeno, dois lugares E MAIS 2 cadeiras de ferro para sentar… sobre o fluxo de pessoas senta no chão – que é comum.  e você ficaria maravilhada com quantos podemos torcida em 
Temos um pequeno puff, pequeno fogão de gás descartável de 4 bocas, muito limitado espaço de balcão, água quente nos chuveiros só – sim, pratos podem ficar limpos lavados em água fria! Fiz isso há anos. (a maioria das casas do Brasil não tem água quente nas cozinhas. Kkkkkkkkkkkk

Esqueci-me de alguma coisa? Oh – uma máquina de lavar e um secador e uma máquina de lavar louça – nenhuma. 
Sem máquina de lavar e secador e sem tanque para lavar roupa à mão – que apresenta alguns desafios interessantes… mas temos roupas limpas. Você pode rir de algumas das coisas que a gente faz, mas eles trabalham 
Se você quiser descer e descobrir, você é procurado e bem vindo. Temos duas camas (que geralmente estão cheias) quarto para dois ou três colchões únicos no chão, e um hotel do outro lado da rua.

Oh – uma outra coisa necessária que temos: Wi-fi –
Para ensinar e estudar e escrever.
E telefones inteligentes. 
E eu não consigo me afastar da minha cana e dos que me amam e de ficar de olho em mim.

Estou a rir – e a ficar com saudades – por isso estou a desistir.
Espero que eu consiga voltar em Janeiro, 2019

Isto chama-se a cidade do sol.. No nosso apartamento as portas e janelas estão abertas quase 24 horas por dia, e 7 dias na semana. E há milhas e milhas de dunas – em todo o lado. Se você quer uma aventura inesquecível, passe um dia nas dunas em um buggy de duna. – algo que nunca se esquece!

O nosso apartamento está fora de vista – lado direito da foto – cerca de 1 centímetros além da praia, se isso faz qualquer sentido. Esta é a praia de ponta negra, e a duna se chama Morro do Careca (cabeça careca ) as pessoas usavam para subir e deslizar para baixo, isso agora é proibido. Traz muita areia para baixo.

Natal-RN, Brasil.
Alguns de vocês visitaram o Joe e eu aqui. E como foi bom a ter vocês em casa!  Muito saudades!

–  Voni