Uma história verdadeira – Parte 2

IMG-20200804-WA0000

Minha vizinha de porta, Maria, e eu estamos na cozinha dela.

Ela está conversando comigo e agora está usando um tom de voz sério. Eu ainda devo ouvir atentamente para entender e minha mente vagou enquanto me perguntei: Maria, por que todos se chamam Maria, até alguns homens? O médico de um amigo se chama José Maria Santos. Por quê???

De repente, uma palavra veio: “médium” … em referência à pessoa que fala e ouve dos espíritos, transmitindo seus pedidos e ordens a você.
“Desculpa, eu não entendi”.

“Você precisa me ouvir com mais cuidado!” – Maria engasga.
“Estou falando que você PRECISA levar Joãozinho para um médium para que ele melhore!
Ele está doente há vários dias com uma febre e diarreia e isso é perigoso. Ele pode ficar desidratado sem você nem mesmo saber!”

Meu estômago revirou. Nossa criança de três anos precisa de um médico, não de um médium.
Maria continua: “Pense nisso. Sempre que um dos meus filhos adoece, eu os levo ao médium que conheço. Eu ficaria feliz em levar você e Joãozinho”.

Eu a agradeço profundamente.
Aprendi a fazer isso bem ao descobrir o quanto os brasileiros gostam de ajudar. Depois nos beijamos nas bochechas um do outro (bochecha esquerda primeiro, para não bater no nariz).

Volto para minha casa, falando com Deus enquanto eu vou.
“Senhor, me ajude! Por que Joãozinho está tão doente? Todas as crianças sabem beber do filtro, e não da torneira. Não é a cauda de jacaré que comemos há alguns dias – pelo menos acho que não! Eu sei que foi bem frito. O QUE está errado? “

Estou preocupada. Sem telefone para ligar por ajuda. Ando e oro, verifico Joãozinho e busco mais água para ele, então oro e ando.

Aproximadamente 45 minutos depois, alguém bate na nossa porta da frente. Ouço Cal responder, e depois vozes conversando. Eu desço as escadas. Paulo e Ana (um casal brasileiro que irão se casar em alguns meses e que falam em Inglês, irmã mais nova de Ana (sua irmã estava com eles como acompanhante – em 1967 qualquer casal tinha que ter acompanhante em um encontro), um outro homem, que também fala em Inglês. Estou emocionada por ter companhia e fui para cozinha para fazer um cafezinho.

Paulo me para.
“Voni e Cal, eu trouxe Dr.Fábio aqui para ver Joãozinho. Dr. Fábio é um obstetra. Alguém nos disse que o pequeno filho de vocês está doente, e Dr. Fábio quer vê-lo, antes de tudo. Depois vamos todos tomar aquele café”.

Eu quero saltar, louvando a Deus. Nesta manhã Maria me disse que eu precisava de um médium. Deus sabia que precisávamos de um médico, e Ele trouxe um para nós!

IMG-20200804-WA0001

O que aprendi? Estávamos usando um poço, então eu confiei na água. ERRADO.
Dr. Fábio tira uma amostra da água para os laboratórios, examina Joãozinho, dá remédios – depois nós adultos tomamos um delicioso cafezinho, juntamente com uma visita maravilhosa antes de nossos convidados saírem; e Dr. Fábio dando-me uma versão resumida das coisas que eu precisava fazer imediatamente.
Eu tive que começar a ferver toda a água por 30 minutos antes de usá-la. 24/7 Mesmo a água usada na escovação dos dentes.
Alguns dias depois, o relatório do laboratório afirmou que a água estava fortemente contaminada. Assim, o regime de ebulição da água continuou o tempo todo em que moramos lá… 😊

Esse dia sempre se destacará em minha memória como um momento de um luz brilhando.
Eu ainda me lembro do choque de Maria dizendo que eu deveria levar nosso filho a um médium.
O espiritismo estava impregnado em suas vidas. Lidar com os espíritos – eu pensava que os espíritos malignos existiam nos tempos bíblicos, mas não agora?

Eu tive muitas lições de Deus me mostrando que isso não é verdade. Por causa de Sua graça, as lições começaram gradualmente. Vou compartilhar algumas deles com você, pois quero que você esteja ciente do mundo espiritual que cerca você e eu. É tão real quanto meus ossos e minha carne.

Podemos negar que anjos, espíritos malignos e/ou milagres existem hoje, mas o que pensamos não muda a realidade.
Nas histórias a seguir posso mudar alguns nomes e nem sempre mencionar o ano … mas o que aconteceu, aconteceu.
– Voni –

Voni's View

Life is interesting - and can be challenging. Voni shares with you her experiences

We won't send you spam. Unsubscribe at any time. Powered by ConvertKit

Um comentário em “Uma história verdadeira – Parte 2”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.